Olá companheiros, Aleluia, chegamos ! | El Camino de Santiago en Castilla y León

Portal de Turismo de Castilla y León. Este enlace se abrirá en una ventana emergente.
Junta de Castilla y León. Este enlace se abrirá en una ventana emergente.
Banner cabecera
Imagen decorativa
Albergues
Descargas
TuWi. El Camino. Este enlace se abrirá en una ventana emergente.
Blogs Jacobeo
domingo 12 de junio de 2011
Olá companheiros, Aleluia, chegamos !

8-jun - 28º dia. Palas de Rei a Robadiso de Baixo (25 km)

Muitos peregrinos acreditam que durante o Caminho acontecem fatos que espantariam outras pessoas pela "coincidencia". Dizem que "anjos" aparecem na hora certa para nos socorrer. Há muitos relatos.
Nestes dias o Schulze (colega da IBM) e a Zélia (da ACACS-SP) têm me acompanhado no Caminho. Compartilhamos nossas experiencias e me encantei muito com algumas delas.
O Schulze começou em Saint Jean e logo no primeiro dia, na subida dos Pirineus, ele teve uma fortíssima caimbra. Um peregrino francês que estava ao seu lado ajudou-o medicando e levou-o a Roncesvalles (no mesmo dia em que estava lá e não nos encontramos!). Inclusive aconselhou-o sobre alguns produtos preventivos para bolhas, dores musculares e caimbras. Posteriormente se esbarraram em vários albergues. Num belo dia estavam caminhando juntos e o francês teve problema no tornozelo. Foi a vez do Schulze prestar-lhe auxílio levando-o até o albergue. Depois disso Schulze nunca mais o viu. Tentou encontrá-lo através de mensagens do Facebook não tendo respostas. Anteriormente já tinham se comunicado. O francês sumiu do mapa! O Schulze acredita que tenha sido seu "anjo" que surgiu quando ele precisava muito de uma ajuda e que ele teve a oportunidade de retribuir. Pode ter sido mera coincidencia tudo isso...
 
As paisagens da Galícia realmente são muito bonitos: montanhas, bosques, trilhas muito arborizadas, muitas hortas e gado. Os povoados são menores e mais próximos. Há mais natureza e menos agro-negócios.
Analisando o Caminho me arrisco a dizer que os primeiros 150 a 200 kms e a Galícia (último trecho) são os mais belos visualmente. O percurso intermediário é muito profícuo em termos de Artes, Cultura e História.
 
A proximidade a Santiago me traz ansiedade...
Tenho sensações ambíguas e antagônicas: às vezes me pego pensando que faz muito tempo (bem mais de 1 mes) que iniciei a jornada, em outras tenho a sensação que o tempo do Caminho foi curto demais e que infelizmente já estou terminando. Talvez o fato de viver tão intensamente cada minuto me leva à  ambiguidade. 
 
Existem alguns truques psicológicos para driblar o desânimo, o cansaço. No início nunca pensava no total que faltava (790, 650, 500 kms...) tratei de me concentrar no percurso do dia (hj serão 25, 30, 17 km).
Sabe aquele ditado de viver, de desfrutar o presente, o dia de hoje (Carpe diem). Já no fim a contagem regressiva é um ótimo estimulante.
 
Dica:
Nunca deixe sua mochila em algum canto sem ter fechado os fechos. Se tiver o azar de alguem pisar e quebrar o fecho você estará com sérios problemas.          

9-jun - 29º dia. Robadiso de Baixo a Morro do Gozo  (39 km)
 
Hj foi uma esticada legal, 39 km. Poderia ter chegado a Santiago se andasse mais 50 min (4 km). Conseguiria 792 km em 29 dias e andado em um só dia 43 km. Mas pernoitar no Morro do Gozo e chegar amanhã pela manhã com o borburinho das centenas de peregrinos invadindo as ruas e assistindo a Missa do Peregrino às 12h valerá a pena.
O Morro do Gozo recebeu o nome pois os antigos peregrinos daqui podiam se deslumbrar com a vista da Catedral de Santiago. Atualmente muito pouco dela se vê pois os prédios de apartamentos tomaram a paisagem.
O Caminho transcorreu como em toda a Galícia com bosques, pequenos povoados rurais, trilhas arborizadas,  exceto nos últimos 5 km por ser zona mais urbana.
Muitas vezes durante todo o percurso me flaguei olhando às pedras, às ruinas, às igrejas imaginando quantos milhares de peregrinos trilharam o mesmo solo e quanta energia foi compartilhada por pessoas que viveram as mesmas alegrias e vicissitudes. Que uma energia emerge em vários pontos não tenho dúvida. E creio que tb deixamos alguma ao passar.
   
10-jun - 30º dia. Morro do Gozo a Santiago  (4 km)
 
792 km percorridos em 30 dias de caminhada ! A emoção é muito forte.
 
A cidade ainda dorme (não se esqueçam que estamos na Espanha onde tudo começa a funcionar depois das 9h) enquanto os peregrinos caminham em direção à Catedral. Primeiro a cidade moderna e depois entramos no "casco" histórico, ruas, monumentos, igrejas antigas.
Aos poucos a praça da Catedral se apinha de peregrinos, turistas e protestadores (aqui tb os há).
Rostos são reconhecidos, peregrinos se cumprimentam, se abraçam depois de se terem perdidos no Caminho. Alguns já não os víamos há 4 ou 5 dias. Como muitos ficam por 2 ou mais dias em Santiago a chance de re-encontros é muito maior.  
Dentro da Catedral os ritos habituais dos peregrinos: subir a escada por trás da imagem do Santo e abraçá-lo com ardor, visitar sua cripta com seus restos mortais e bater a cabeça suavemente 3 vezes num pilar (para a ativar a inteligência e a memória).
Há uma curiosa estória sobre o profeta Daniel que junto a 3 outros estão na entrada da Catedral. O olhar encantado do Daniel à imagem de uma mulher com seios à mostra do outro lado fez com que puritanos pedissem (e conseguissem) que os seios da mulher fossem aplanados. Os fazendeiros em protesto criaram um queijo chamado Tetillas.
A Missa é assistida por uma Catedral abarrotada e não estamos ainda na alta estação.
O ponto alto é ao final o rito do botafumeiro (um grande incensador, pesando mais de 70 kg pendurado numa corda de 35 m). São 8 padres a balançar o imenso turíbulo.
O Caminho terminou? NÃO ! O mais importante não é a chegada, é o Caminho. Santiago é uma etapa. O Caminho é um simbolismo por um mundo a descobrir.

Não tenho consciência de alguma transformação em mim. O tempo poderá falar melhor.
Talvez as experências vividas me farão entender o mundo com olhar um pouco diferente. Eterno aprendiz é o que gosto de ser. Importantes acontecimentos em nossas vidas nos transformam sem nos darmos conta e este foi um deles. 


EPÍLOGO
 
Quero agradecer aos colegas e companheiros que comentaram os relatos, apoiando, incentivando, aconselhando, dando um suporte inestimável. Vcs não tem ideia de quão importante foi tudo isso.

Antigamente dizia-se que para completar a missão na Terra o Homem teria que: plantar uma árvore, gerar um filho e escrever um livro.
Um livro pode ser entendido entre outros conceitos como o compartilhamento de idéias e opiniões com os leitores. Os relatos que fiz ao longo do Caminho tiveram esse intuito e foram mais longe pois foi uma comunicação de "mão dupla" pois houve muitas interações.
Assim sendo acho que cumpri, por hora, a missão faltante. Se fosse publicar um livro, como muitos me sugeriram, os possíveis leitores seriam os mesmos amigos, vocês que afinal já compartilharam de tudo, iria encalhar nas prateleiras...     

Grande abraço e até breve,

Isval Pinho. Publicado a las 9:56.

Sobre este blog

ACACS-SP Por algo el camino de Santiago es un Camino Internacional. El camino consigue colmar de sentimientos y emociones a los peregrinos que por él transitan. 

No importa la nacionalidad de los peregrinos, todos somos peregrinos en el camino y descubrimos no sólo el entorno por el que transitamos sino lo más profundo de nosotros mismos.

Hemos querido dedicar esta sección a aquellos amigos y peregrinos que desde lugares más alejados de nuestra Comunidad han sentido y experimentado el espíritu del camino y que de alguna forma han podido experimentar una transformación en su vida diaria.

Damos las gracias a todos los peregrinos que nos han permitido compartir con ellos su experiencia y a la Associação de Confrades e Amigos do Caminho de Santiago de Compostela-São Paulo-Brasil que tanto interés se ha tomado en acercar sus experiencias a este Blog.